O Que Fazer Quando O Filho Nao Quer Ir Com O Pai?

Imponha-se. Diga a ele que você faz questão de ficar com ele. Esperneie ou não, não importa, é um direito seu e dele aprender a conviver com o pai na atual situação. No caso de obstrução de outra pessoa dificultando o acesso recorra ao juiz de família e faça cumprir o seu direito.

Por que minha filha tem aversão ao pai?

O fato de sua filha ter aversão ao pai é uma questão mais psicológica do que jurídica. Porém, deves tomar cuidado com isso porque se em algum momento o pai levantar dúvidas quanto à influência da família no reflexo do comportamento da criança, pode ser levantada a questão de ‘alienação parental’. Tens total certeza de que o pai a trata bem?

Como obrigar a criança a ir com o pai?

No entanto, como explica a advogada Jeisemara Fernandes, da Fernandes Sociedade de Advogados, não há como obrigar a criança a ir com o pai se ela não quer: ‘Mesmo que haja uma decisão judicial que regulamente as visitas, não há como obrigá-los a isso.

You might be interested:  Pai É Aquele Que Cria?

Por que as filhas não querem fazer visitas para o pai?

Aline, como sua filhas não querem fazer as visitas para o pai, você poderá requerer a suspensão destas visitas até que seja feito um estudo psicossocial para que sejam apuradas as causas desta aversão das filhas. Com isto as visitas poderão ser regulamentadas atendendo o melhor interesse das crianças.

Por que não é possível obrigar a filha a ter um convívio com o pai?

Isso porquê, os acontecimentos são de ordem psicológica, uma vez que, mesmo com uma decisão judicial que regulamenta visitas entre pai e filha, não há como ‘obrigar’ nem o pai e nem a filha a cumprirem tal ato. Principalmente não há como obrigar a filha a ter um convívio com o pai que ela não se sente a vontade, no momento.

O que fazer se o filho não quer ir com o pai?

Primeiramente, a melhor recomendação é que os pais conversem diretamente com a criança, para entender melhor de onde vem a aversão dela. Caso a conversa não surta efeito, outra possibilidade é estabelecer um regime de visitas em que o pai visita a criança na companhia da mãe ou de outro parente de confiança.

Quando a filha rejeita o pai?

Se a origem estiver em uma das duas primeiras causas que mencionamos, não é necessário se preocupar. É apenas mais uma parte do processo evolutivo da criança e basta dar tempo a ela. No entanto, é importante que o pai “rejeitado” seja compreensivo e não veja a rejeição da criança como algo pessoal.

Qual a idade que um filho pode escolher com quem quer ficar?

Atualmente, nos julgamentos de casos de direito de família, há entendimento no sentindo de que a partir dos 12 anos, quando se entra na adolescência, o menor já está apto para decidir. Vale destacar que a criança irá manifestar seu desejo perante o juiz, mas, não necessariamente, será acatado.

You might be interested:  Quando Vai Liberar O Décimo Terceiro Do Bolsa Família?

O que é a alienação parental?

Na forma mais simples, alienação parental é a conduta promovida pelo alienador objetivando dificultar a convivência do menor com o genitor alienado. O exemplo mais comum é aquele em que o pai ou a mãe usa o filho para atingir negativamente o outro genitor. (LIMA FILHO, 2010, on-line).

Porque o filho não gosta do pai?

à perfeitamente normal que uma criança atravesse fases diferentes em que prefere um dos pais, quer seja a mãe ou o pai. Pode garantir ao seu marido que dentro de alguns meses ou anos, os papéis se inverterão e ele passará a ser o ‘menino do papá’, pelo menos durante algum tempo.

O que pode ser considerado abandono afetivo?

Quando os pais ou responsáveis não cumprem seu dever de cuidado e criação dos filhos.

Quando sua filha te rejeita?

É uma carência sua que deve ver com um psicoterapeuta o porquê disso. Seu filho pode estar já em processo de construção de si mesmo onde você pode ser uma ótima amiga. Ele vai querer ficar cada dia mais independente dos pais. Deve ser incentivado e acompanhado, de longe.

Porque minha filha me despreza?

Por que a minha filha me despreza? O desprezo de filha pode acontecer por diversas razões. Contudo, na maioria das vezes o que ocorre é uma falta de diálogo entre os pais e os filhos. Isso porque, essa não é condição apenas das filhas, pois também há o desprezo do filho.

O que fazer com uma filha ingrata?

Se ressente com filhos ingratos? Confira 5 orientações para restaurar seu relacionamento com eles!

  1. 1 – Converse sobre suas expectativas.
  2. 2 – Estude sobre as 5 linguagens do amor.
  3. 3 – Lidere pelo exemplo.
  4. 4 – Eduque a partir de reforço positivo.
  5. 5 – Investigue as barreiras entre você e seus filhos.

O que faz uma mãe perder a guarda de um filho?

– Os artigos 1.637 e 1.638 do Código Civil indicam as hipóteses em que o pai ou a mãe poderão perder o poder familiar, se comprovada a falta, a omissão ou o abuso em relação aos filhos. – Podem vir a perder caso coloquem em risco o menor como em casos de violência ou ameaças físicas e verbais contra o filho.

You might be interested:  Romulo Arantes Pai Morreu De Que?

Quem tem mais direito de ficar com o filho?

De acordo com nossa legislação, as crianças devem ficar com quem tiver melhores condições de criá-las. E o fato de que, geralmente, elas fiquem com a mãe, não significa que o juiz não possa deixá-las sob os cuidados do pai, se entender que essa opção é a que melhor atende aos interesses dos pequenos.

Quando o filho não quer ficar com a mãe?

O que o Direito de Família estabelece com relação a essa recusa? Pois bem, mesmo que as visitas tenham sido determinadas por meio de uma decisão judicial que estipula os dias de visitação, o filho que não quer ficar com o pai ou a mãe não é obrigado a fazê-lo.

O que é necessário para provar alienação parental?

Para que se possa provar a alienação parental, são necessárias as realizações de provas técnicas, que consistem na análise por um psicólogo indicado pelo juiz, dos fatos contados pela criança e pelos pais.

Quais as características da alienação parental?

A Síndrome de Alienação Parental (SAP), tem como característica quando, a qualquer preço, o genitor guardião que quer se vingar do ex cônjuge, através da condição de superioridade que detêm, tentando fazer com que o outro progenitor ou se submeta às suas vontades, ou então se afaste dos filhos.

Como identificar a situação de alienação parental?

Entre as Provas Alienação Parental está a comunicação entre a criança ou jovem, e o alienador; mensagens de tentativa de contato do “pai alvo”, interceptadas pelo alienador; bem como o depoimento de testemunhas como irmãos, avós, babás, amigos da família e outras pessoas que presenciam as injúrias constantemente.